Sarron.com - Teatro & Companhia

As pessoas vão ao Teatro porque sabem que nessa noite o homem pode cair do trapézio (Orson Welles)

3.18.2007

Uma Leitura Dramatizada com Sabor de Espectáculo Teatral

É o segundo ano de implementação em Cabo Verde do projecto «Barcos de Papel», um programa de intercâmbio dramatúrgico entre cinco países de língua portuguesa e três continentes. A ideia é colocar agentes teatrais do Brasil, Cabo Verde, Angola, Moçambique e Portugal a ler as peças uns dos outros. Desta vez, a peça dramatizada foi "O Céu é Cheio de Uivos, Latidos & Fúria dos Cães da Praça Rosevelt", do brasileiro Jarbas Capusso Filho. Porém a Praça Roosevelt foi substituída pela Praça Nova e com entradas interessantes do nosso crioulo.

Sob o nome genérico «Salve a Língua de Camões», este projecto de intercâmbio de dramaturgias em língua portuguesa é conhecido em Cabo Verde, em homenagem ao escritor e poeta Luís Romano, com a designação «Barcos de Papel».

Deste projecto já nasceram consequências interessantes. Uma delas, que poderemos ver na próxima edição do Festival Mindelact, é a encenação por um grupo português, de um texto do dramaturgo cabo-verdiano Mário Lúcio Sousa, «Sozinha no Palco», que havia sido lido pela companhia CAIR-TE, na edição do projecto no ano passado.

Suely Duarte e Isa Dora Lelis deliciaram a atenta e humilde moldura humana que se fez deslocar à Biblioteca do Centro Cultural Português do Mindelo. Como João Branco fez questão de frizar, não se tratava de um espectáculo, mas sim de uma leitura dramatizada. De qualquer forma acabamos por ver duas leitoras que colocam o texto com algum cuidado e marcações que, por vezes, fazem-nos sentir que estamos a assistir a um espectáculo de teatro. O ambiente e o público também sempre ajuda.
neulopes - sarron.com

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial